A PetroRio avança

8h

A PetroRio assumiu o controle da Brasoil. A petroleira fechou a compra da participação de 29% que pertenciam à canadense Brookfield.

Juiz autoriza mediação entre Oi e credores com dívida de até R$ 50 mil

RIO  –  Em despacho o juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, deferiu pedido da Oi para estabelecer uma mediação com foco nos pequenos credores que permitiria à operadora em recuperação judicial saldar antecipadamente dívidas num valor até R$ 50 mil.

A proposta seria extensível a qualquer credor que desejasse receber um adiantamento até o teto estabelecido, sem abrir mão do direito de receber o valor que exceder o montante de R$ 50 mil. O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e o administrador judicial (PwC) e o escritório Wald Associados Advogados já haviam se manifestado favoravelmente à proposta.

Em outubro, o empresário Nelson Tanure, sócio da Oi por meio do fundo Société Mondiale, encaminhou à direção da operadora a proposta de pagamento antecipado dos pequenos credores. Em sua maioria, este grupo é composto por prestadores de serviço sem acesso à capital e que passam por maiores dificuldades financeiras. A proposta apresentada pelo empresário permitirá à Oi reduzir  sua lista de credores de aproximadamente 67 mil para algo em torno de sete mil.

Em sua decisão, o magistrado lembrou que 85% dos credores da Oi — mais de 57 mil em um universo de 67 mil — têm créditos a receber com valores iguais ou inferiores a R$ 50 mil. Com o recebimento imediato dos créditos, estima-se que mais de 50 mil processos serão extintos, frisou Viana no documento, emitido ontem. O juiz ressaltou ainda que, como consequência de um processo de mediação bem-sucedido, haveria a liberação de um valor estimado em mais de R$ 1 bilhão em depósitos judiciais.

Viana esclareceu também que oportunamente será indicado um agente fiduciário que vai figurar como mandatário dos credores que aderirem à mediação. O mandatário terá poderes para votação em assembleia de credores apenas dentro do montante de R$ 50 mil.

Fonte: Valor Econômico

Banco de bilionário interessado na Oi é fechado

Naguib Sawiris

Naguib Sawiris

O bilionário egípcio Naguib Sawiris, interessado em controlar a telefônica brasileira Oi, teve de fechar seu banco na Coreia do Norte em virtude das sanções impostas pelo Conselho das Nações Unidas e pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos.

Recontagem dos votos em 2 estados nos EUA pode mudar a ELEIÇÃO

Jill Stein coordena campanha arrecadar dinheiro para solicitar a recontagem de votos em três estados e diz já ter o suficiente para fazê-lo em dois deles

Exportação de serviços ainda é incipiente e precisa aumentar

           Tema foi debatido no Enaex 2016, promovido pela AEB

edna

Enaex 2016: relação entre Estados Unidos, China e Brasil dão o tom do primeiro dia de debate

Uma vez que o câmbio não é uma variável controlável, só resta ao Brasil se concentrar na variável custo para elevar o comércio exterior, alçado a força-motriz de sua recuperação econômica. O custo Brasil ainda é muito elevado, encarecendo as exportações brasileiras entre 30 e 35%. Para ser competitivo, o país precisa de reformas tributária, trabalhista, previdenciária e de elevar os investimentos em infraestrutura, principalmente na área portuária; sobretudo no atual momento, em que as importações vêm crescendo o dobro das importações.

Nova política de comércio exterior será um dos destaques do Enaex

Camex e Apex-Brasil abordarão o assunto durante o evento

PetroRio debate a indústria de petróleo na Rio Oil & Gas 2016

O Rio Centro recebeu entre os dias 24 e 27 de outubro, a 18ª edição da Rio Oil & Gas, o maior encontro do setor de petróleo e gás da América Latina. Com mais de 40 mil pessoas presentes ao evento em todos os dias do evento, a feira reuniu especialistas, profissionais do mercado e estudantes.

Quem ganha com o fim da política de filho único na China

A decisão da China de acabar com a política de filho único vai colocar dinheiro no bolso de muita gente dentro e fora do país.

Por que as relações entre Rússia e EUA estão no pior momento desde a Guerra Fria

Difícil lembrar de um período, desde o fim da chamada Guerra Fria, em 1991, em que as relações entre Rússia e EUA tenham estado tão ruins.

Copyright © 2017.Economia Online.